• Abrindo o Bico: Marcie Abre o Bico e conta como é a sua New York.. e conta com participações mais que especiais..
  • Turomaquia: Um site para babar sobre Turismo Cultural.. Patricia "A DOUTOURA" arrasa nos posts e fotos..
  • SundayCooks: Fred: o Tecnológico.. Nat: a Bailarina.. e juntos viajam e se divertem na cozinha..
  • Pelo Mundo: Mari e suas aventuras.. a busca por um bom restaurante, um hotel bacana.. e pouca, muita pouca bagagem..
  • MauOscar: Mauricio e Oscar.. Depois de morarem em Cingapura, hoje residem na terra do Tio Sam.. mas ainda tem outros tantos países na listinha..
  • Louvre pela Janela

    Se tem algo que eu realmente curto no Louvre, é a paisagem pela janela.. Não importa o corredor, andar que você está, a vista vai ser sempre deslumbrante..

  • 100 Anos da Enchente de Paris

    Há apenas cem anos, grande parte da cidade ficou debaixo d'àgua por mais de uma semana, no final de Janeiro, inicio de Fevereiro.. A "Cidade Luz" não só foi inundada, mas mergulhou nas trevas e paralisou.. Eletricidade, água, coleta de lixo, tudo foi atingido..

  • Capela Real de Dreux

    Erguido em 1816 no local da antiga fortaleza dos Condes de Dreux, a Capela Real, "alargada" em 1840 pelo futuro rei da França, Louis Philippe, abriga os túmulos da família de Bourbon-Orleans.. Mais do que um simples túmulo, é um trabalho completo de arte para a glória do monarca..

  • Finalmente Nevou

    Uma das minhas grandes alegrias tem nome.. e ela se chama: NEVE.. é até um pouco ridículo falar, mas AMO qualquer floquinho que cai, e curto muito mesmo..

  • 25 de nov de 2010

    ☆ Happy Thanksgiving! ☆

    Posted by Martinha On 19:09 2 comments

    “Mude..

    Mas comece devagar, porque a direção é mais importante que a velocidade.

    Sente-se em outra cadeira, no outro lado da mesa. Mais tarde, mude de mesa.

    Quando sair, procure andar pelo outro lado da rua. Depois, mude de caminho, ande por outras ruas, calmamente, observando com atenção os lugares por onde você passa.

    Tome outros ônibus. Mude por uns tempos o estilo das roupas. Dê os teus sapatos velhos. Procure andar descalço alguns dias.


    Tire uma tarde inteira para passear livremente na praia, ou no parque e ouvir o canto dos passarinhos.


    Veja o mundo de outras perspectivas. Abra e feche as gavetas e portas com a mão esquerda.


    Durma no outro lado da cama… depois, procure dormir em outras camas.


    Assista a outros programas de tv. Compre outros jornais. Leia outros livros. Viva outros romances.


    Não faça do hábito um estilo de vida. Ame a novidade. Durma mais tarde. Durma mais cedo.


    Aprenda uma palavra nova por dia numa outra língua. Corrija a postura.


    Coma um pouco menos, escolha comidas diferentes, novos temperos, novas cores, novas delícias.


    Tente o novo todo dia, o novo lado, o novo método, o novo sabor, o novo jeito, o novo prazer, o novo amor, a nova vida.


    Tente. Busque novos amigos. Tente novos amores. Faça novas relações.


    Almoce em outros locais, vá a outros restaurantes, tome outro tipo de bebida compre pão em outra padaria.


    Almoce mais cedo, jante mais tarde ou vice-versa.


    Escolha outro mercado, outra marca de sabonete, outro creme dental, tome banho em novos horários.


    Use canetas de outras cores. Vá passear em outros lugares. Ame muito, cada vez mais, de modos diferentes.


    Troque de bolsa, de carteira, de malas, troque de carro. Compre novos óculos. Escreva outras poesias.


    Jogue os velhos relógios, quebre delicadamente esses horrorosos despertadores.


    Abra conta em outro banco. Vá a outros cinemas, outros cabeleireiros, outros teatros. Visite novos museus.


    Mude. Lembre-se de que a Vida é uma só.

    E pense seriamente em arrumar um outro emprego, uma nova ocupação, um trabalho mais light, mais prazeroso, mais digno, mais humano.

    Se você não encontrar razões para ser livre, invente-as. Seja criativo.

    E aproveite para fazer uma viagem despretensiosa, longa, se possível sem destino. 

     Experimente coisas novas. Troque novamente. Mude de novo. Experimente outra vez.

    Você certamente conhecerá coisas melhores e coisas piores do que as já conhecidas, mas não é isso o que importa.

    O mais importante é a mudança, o movimento, o dinamismo, a energia.

    Só o que está morto não muda !

    Repito, por pura alegria de viver:

    A salvação é pelo risco, sem o qual a vida não vale a pena.”

    (Edson Marques)

    2 pitacos:

    Que bom que você gostou do meu poema Mude!
    Porém, ao contrário do que você diz, não é de Clarice Lispector.
    Assim como você, muita gente supõe erradamente que esse poema é de Clarice. Mas não é.
    No meu blog publico todas as "provas" de que sou o autor:
    1. Registro do poema Mude na Biblioteca Nacional em agosto de 2003.
    2. Livro Mude, editado pela Pandabooks, com prefácio de Antonio Abujamra.
    3. CD Filtro Solar, Pedro Bial, onde na faixa 4 o Mude foi publicado (contrato que fiz com a Sony Music)
    4. Há milhares de publicações com a citação de autoria correta, em meu nome.
    5. O chato é que o filho de Clarice Lispector VENDEU meu poema como se fosse da mamãe dele... rs! (Mas já ganhei estrondosa ação judicial por danos morais: veja www.desafiat.blogspot.com )

    Enfim, o que o escritor mais gosta é disso mesmo: ver sua obra reconhecida -- mesmo que com autoria "transferida" para Clarice Lispector...

    Espero que, mesmo agora sabendo que não é de Clarice, você mantenha o texto em seu blog. E, se puder, corrija a autoria.

    Mude,
    Mas comece devagar,
    Porque a direção é mais importante que a velocidade.


    Abraços,

    Oi Edson..
    Uauuu..
    Parabéns então.. adoro esse poema..
    Logico que ele continuarà aqui.. não tem pq tirar ele..
    =)

    Postar um comentário